Ficha Técnica

240 páginas / 165 x 230 mm
ISBN: 9789898145307 / PVP: 18,90€
1.ª Edição: junho 2020

A época das rosas

As “Rosas de Rosigny” são uma equipa de futebol feminino de um bairro dos subúrbios.
As “Rosas” são unidas, cheias de garra e talento, e esta época pretendem qualificar-se para o campeonato nacional feminino.
No entanto, um corte nos subsídios leva a diretora a retirá-las da qualificação e a apostar tudo na equipa masculina.
Abalada com a injustiça, Barbara, a capitã de equipa, decide agir.
Mas nem tudo é simples e, para Barbara, são muitos os desafios em campo: a mãe, os estudos e, nas entrelinhas, o seu papel no clube, na cidade, no mundo.
Para Barbara é este o momento de reconhecer prioridades e defender as suas convicções.

É isso que está em jogo.

 

Recomendado para leitores maiores de 15 anos.

Este livro pertence à coleção 2 Passos e 1 Salto.

Ficha Técnica

240 páginas / 165 x 230 mm
ISBN: 9789898145307 / PVP: 18,90€
1.ª Edição: junho 2020

PVP: 18,90€*

17,01
* O preço final inclui 10% de desconto do editor

Prémios e Menções

Vencedor — Festival Internacional BD Angoulême 2020 / Prémio do Público France Télévisions

Vencedor — Prémio Juvenil Nouvelle-Aquitaine 2019

Vencedor — Prémio Artémisia de Emancipação 2020 (para a promoção de mulheres artistas)

Vencedor — Grande Prémio Golden Globos de BD Colomiers 2019

Selecionado — Prémio Revelação ADAGP/ Quai des Bulles 2019

Selecionado — Prémio Lycéen BD de Colomiers 2019 (atribuído por estudantes de liceu)

Selecionado — Prémio Bulle de Sport 2020 (para livros de BD sobre desporto)

O que se diz

Um livro capaz de tocar as muitas cordas afectivas e emocionais que nos vão definindo o percurso de vida.
Sara Figueiredo Costa, jornal Expresso, 7/09/2020

Descobrir o resultado do jogo e suas consequências dependerá de aceitar o desafio de ler a obra, com a certeza que o tempo dos contos de fadas está longe, mas que é possível sonhar, mesmo quando se vive nos subúrbios e a realidade é feita de crises e populismo.
F. Cleto e Pina, Jornal de Notícias, 31/08/2020

São estes gestos editoriais que garantem ainda alguma felicidade de uma verdadeira contribuição para a diversidade de vozes e acessos à banda desenhada em Portugal. (…)
Um livro franco, direto, genuíno na sua recepção, tem a verve da adolescência, o seu melhor domínio.
Pedro Moura, Blogue Ler BD, 20/07/2020

Um álbum emocionante e colorido sobre a juventude e os subúrbios.
Vincent Brunner, Les Inrockuptibles

A autora põe em cena um grupo de raparigas adolescentes em confronto com um ambiente machista, para assim falar de emancipação feminina, solidariedade, passagem à idade adulta.
Norine Raja, Vanity Fair

Alusões a um pai desaparecido (…), aos conflitos com a mãe, ao romance com um jogador da equipa masculina, às frustrações e aos medos. A autora vai tecendo todos estes momentos no interior de uma paisagem que, sendo fictícia (…), é reconhecível: a dos subúrbios de Paris (…). A Época das Rosas é uma homenagem a esse espaço e às pessoas que o tornam vivo, às suas esperanças e desilusões.
Público, José Marmeleira, 27/07/2020