O Planeta Tangerina recebe propostas de outros autores e ilustradores?

4.ª pergunta da série “Perguntas que os leitores nos fazem ou talvez tenham vontade de fazer”

Sim, recebemos, e até temos um endereço de e-mail especial para esse efeito ([email protected]om). Todas as propostas passam por uma primeira seleção e depois, caso se justifique, são partilhadas, analisadas e discutidas entre a nossa equipa. Não editamos um grande número de projetos de autores que não são da casa porque não editamos muitos livros ponto final. Essa é a principal razão. Se formos a ver, somos cada vez mais uma micro-editora, cingindo-nos à publicação de 6 a 7 novidades por ano. Há editoras gigantes que editam o mesmo numa semana. E outras um pouco menores que editam este número num mês ou dois.

De volta à pergunta: o que gostamos mais de receber são ideias concretas para livros (em forma de texto ou de texto + imagem). No caso dos álbuns ilustrados, pensamos que o mais valioso é ter uma ideia original que funcione bem neste formato (em que texto e imagens dialogam). No caso dos livros juvenis ou de livros informativos, valorizamos obviamente a qualidade literária e o arrojo da abordagem (no primeiro caso) e a qualidade da escrita e o rigor científico (no segundo). Desde 2016, organizamos, em parceria com o município de Serpa, o Prémio Internacional do Álbum Ilustrado, para o qual desafiamos autores de todas as idades, com ou sem experiência, a concorrer com projetos (a próxima edição está prevista para setembro de 2019).

O que é que pensamos mais sobre este assunto? Hum… Pensamos que editar, seja para crianças seja para adultos, exige escolher, deixar de parte, experimentar-amachucar-e-pôr-no-caixote, desbravar loucamente, perder tempo com coisas inúteis, tentar, falhar, insistir. Trabalhar muito. Descansar quando se está cansado. E levar a coisa a sério. Isto é: fazer livros que não sejam iguais ou muito parecidos com o que já existe, procurar ter uma voz própria, pensar um pouco nos leitores que temos pela frente (mas não em demasia), esse tipo de coisas.

Todos os editores editam, ou seja, fazem essa escolha. Os critérios com que o fazem e a quantidade de livros que resulta dessa seleção é que variam de casa para casa. Aqui no Planeta Tangerina tem sido mais ou menos assim.