Ficha Técnica

32 páginas / 195 x 220 mm
ISBN: 9789898145291 / PVP: 12,50€
1.ª Edição: fevereiro 2011

© Rights sold: Korean

O destino de muitos guarda-chuvas é perderem o dono.

Felizmente, a sensação de abandono é sempre “sol de pouca dura”, pois os guarda-chuvas perdidos depressa encontram novos proprietários (desesperados e quase sempre encharcados…), que depressa lhes devolvem a utilidade.

Ao guarda-chuva deste livro aconteceu algo parecido: ficou esquecido num autocarro e foi passando de mão em mão, descobrindo novos donos e também novas funções.

Num só dia, serviu para afugentar ladrões, entrou num número de circo, viu-se transformado em barco e até entrou num filme… o que prova que um guarda-chuva pode servir para muito mais do que apenas proteger cabeças em dias de temporal.

No final, depois de muitas peripécias, o guarda-chuva (perdido?) acaba o dia onde menos se espera…

Um álbum ilustrado que desafia os leitores a encontrar, em cada ilustração, os elementos que dão continuidade à história na página seguinte.

PVP: 12,50€*

11,25
* O preço final inclui 10% de desconto do editor

Prémios e Menções

Aconselhado — Plano Nacional de Leitura

Vencedor — Ilustrarte, Bienal de Ilustração para a Infância (2012)

Finalista — 4th CJ Picture Book Festival (Coreia)

O que se diz

Um Dia, Um Guarda-Chuva é um livro que conquista de imediato o leitor. Seja porque logo se revê ou porque se interessa pelo percurso daquele objeto fotogénico (melhor dizendo, gráfico) tão fácil de ficar esquecido. As pistas que cada ilustração vai dando para que se antecipe o cenário das páginas seguintes são de grande eficácia e sedução. Bela obra de estreia “estrangeira” de uma editora que só tinha publicado títulos “fabricados em Portugal”.

Rita Pimenta, Jornal Público, março 2011